Bee
Mint

A arte da conservação

O teu guia para sintéticos seguros e alternativas naturais

Descobre mais em baixo

"Fazer um produto auto-conservado com base aquosa requer um equilíbrio delicado de ingredientes naturais. Usando estes, é possível eliminar a necessidade de usar conservantes sintéticos."

Inventor de Produtos Jack Constantine

Bee

Os conservantes são substâncias que são adicionadas a alimentos e outros produtos para os manter frescos por mais tempo. Eles asseguram que produtos perecíveis não são afetados por degradação microbiana, mantêm um prazo de validade mais longo e que os consumidores estão protegidos de potenciais infeções.

Histórico da conservação

Através da história, as pessoas têm encontrado formas inovadoras de manter alimentos, bebidas e cosméticos frescos e seguros de usar sem o uso de frigoríficos, químicos ou embalagens plásticas. Faz uma viagem no tempo e vê o desenrolar da história da conservação.

O que é Água Livre?

Água livre, também conhecida como actividade de água, refere-se à agua que os micróbios podem usar para se reproduzirem. Tal como todos os seres vivos, os microrganismos necessitam de água e nutrientes para crescer e por isso, produtos com base aquosa como os géis de duche, proporcionam o ambiente perfeito para isso. Para manter os produtos perecíveis seguros e frescos, a água livre tem de ser reduzida ou o crescimento microbiano tem de ser controlado com um conservante. Os conservantes sintéticos, como os parabenos, podem ser usados para impedir os micróbios de se desenvolverem em produtos de base aquosa. Os materiais naturais absorventes como o barro e componentes solúveis em água como os sais e açúcares podem ser usados para reduzir a quantidade de água disponível para micróbios. Os produtos sólidos e nus tem o teor mínimos de água, o que significa que não são necessários conservantes adicionais.

Como funcionam os conservantes sintéticos?

Synthetic Preservatives
1

Cerca de 5 milhões de bactéria vivem, em média, em cada centímetro quadrado da tua pele. Estes são capazes de eliminar qualquer organismo patogénico em 20 minutos, desde que a pele não tenha quaisquer cortes ou abrasões. Um bom conservante deveria limitar a interferência com estes importantes microrganismos.

2

 Para proteger os consumidores, a União Europeia monitoriza o uso de conservantes sintéticos, classificando que materiais podem ser usados como conservantes e também limitando a quantidade máxima usada de cada um. O produtores, no entanto, não têm restrições no número de conservantes que podem usar em cada produto

3

Os conservantes têm diferentes métodos de manter um produto seguro e a eficácia de cada sintético pode ser aumentada quando dois conservantes que trabalham de forma diferente, se juntam. À  semelhança§a de uma equipa dupla de ténis, um conservante pode defender junto à  rede, enquanto outro defende a parte de trás do campo

4

Por exemplo, os conservantes como o metilparabeno e o fenoxietanol, fazem buracos nas paredes ou membranas celulares, mais ou menos como tirar a tampa do ralo da banheira. Isto significa que a bactéria não se consegue reproduzir. Outros como o propilparabeno e o álcool benzílico funcionam de maneira diferente. À medida que os micróbios se reproduzem, este tipo de conservantes impede que a parede celular se forme completamente, e por isso a bactéria não se consegue fechar a ela própria. Isto significa que a segunda geração de micróbios não se pode forma

São seguros os parabenos?

Os parabenos são uma família de conservantes químicos usados para prevenir a crescimento de bactérias noviças e bolor em bens perecíveis. Durante a sua longa história de uso, inúmeros estudos têm avaliado a sua segurança para a pele, estudo esses bem minuciosos e detalhados.

O kit de ferramentas para a auto-conservação

Se usados com perícia, certos ingredientes podem manter uma fórmula fresca naturalmente - eliminando a necessidade de conservantes sintéticos. Estes materiais podem reduzir o conteúdo em água de um produto e criar um ambiente inóspito para os microrganismos, mas simultaneamente adicionam benefícios à formula, tornando-a maravilhosa para usar no corpo e cabelo.

Os químicos do Mundo Natural

As abelhas são os químicos do mundo natural, colhendo néctar doce e aguado e transformando-o em mel. Lentamente, os cientistas e os apicultores estão a conhecer um pouco melhor neste complexo processo da autoconservação.

LUSH