DESTACADO

Vamos falar de um assunto deo-licado

Não importa em que forma ou feitio, toda a gente os usa (ok, quase toda a gente!). Mas afinal o que há de especial neste salvador da pele? Os desodorizantes fazem manchetes, por isso cá vão os factos: 

Transpirar é uma função fisiológica essencial que nos mantém frescos, aumenta a nossa capacidade de preensão nas mãos e pés como parte da nossa resposta lutar ou fugir e até serve para espalhar as nossas hormonas sexuais para atrair um parceiro.

Hoje em dia, com a invenção do ar condicionado, encontros on-line, saúde e segurança, estas funções são menos apreciadas e a transpiração é vista simplesmente como um transtorno que pode causar um odor corporal socialmente inaceitável.

Mas, apesar da nossa aversão a todo o que cheira mal, suar é uma função corporal essencial e a nossa atitude para com ela está a fazer com que entendamos menos o nosso corpo. Aqui fica tudo o que precisas de saber sobre porque suamos e como melhor lidar com isso.

Glândulas digam-nos: Como funciona a transpiração?

Há dois tipos de glândulas sudoríparas, as glândulas apócrinas e écrinas. As glândulas écrinas são muito mais comuns e têm os seus próprios dutos, separados dos poros onde o sebo (uma substância cerosa que lubrifica a pele e cabelo) é segregado e onde os folículos capilares operam.

Existem várias razões para as glândulas écrinas entrarem em acção, incluíndo temperaturas acima de 32º, exercício físico ou comida picante. Um humano adulto pode transpirar até 15 litros por dia, e duplicar a sua produção de água em resposta à subida da temperatura em 7 a 8 graus. Conforme a água evapora da superfície da pele, cria uma sensação de arrefecimento.

As glândulas sudoríparas écrinas produzem um líquido salgado que é 99.5% água e 0.5% sal, outros minerais e nutrientes. Este líquido é inodoro, a não ser que não consiga evaporar da pele. É o crescimento de bactérias a decompor a transpiraçãp que causam o odor corporal.

A outra forma de suor é segregado pelas glândulas apócrinas, que criam um ambiente local especial na superfície da pele. Estas glândulas são anexas aos folículos capilares e segregam através de poros 10 vezes maiores que os da glândulas écrinas.

As glândulas apócrinas segregam uma substância leitosa feita de água, sais minerais, proteínas, hormnonas e algumas substâncias gordas que atraem bactérias. Encontram-se nas axilas, virilhas, à volta dos mamilos e umbigo, e também alguns no rosto.

Tal como o suor segregado pelas glândulas écrinas, o suor apócrino não tem mau odor desde início, mas contém gorduras e proteínas que decompõem as bactérias conforme estas o ingerem. Este processo chama-se fermentação e é o que causa odor corporal.

As glândulas sudoríparas apócrinas são maioritariamente encontradas nas dobras do nosso corpo, como as axilas ou virilhas. Estas áreas têm acesso limitado a oxigénio, o que aumenta as hipóteses de crescimento bacteriano e, desta forma, mais odor é produzido.

As glândulas sudoríparas apócrinas reagem a processos mentais como ansiedade, raiva, excitação sexual e dor. A transpiração aparece após dois minutos da adrenalina começar a ser segregada na corrente sanguínea. Mais ainda, as mãos e pés suados são uma resposta evolutiva para situações de vida ou morte, para nos ajudar a agarrar e apertar, podendo assim encontrar até 400 glândulas sudoríparas por centímetro quadrado nestas áreas do corpo.

As glândulas sudoríparas apócrinas contêm também feromonas, as hormonas que atraem sexualmente o outro, por isso não é por acaso que a sudação nas axilas comece na adolescência.  

Mas não te preocupes, não precisas de escolher entre ser sexualmente atraente e cheirar bem - os desodorizantes naturais fornecem um meio-termo feliz que mantém o teu corpo saudável e limpo ao mesmo tempo.

Com um desodorizante auto-conservado, cheio de pós absorventes e fantásticos óleos essenciais naturais, que gentilmente vão limitar o crescimento de bactérias produtoras de odor.

Porque algumas pessoas transpiram mais que outras?

Cada pessoas é única. Existem pequenas diferenças relativas ao género ou localização no mundo quando falamos de transpirar e odor corporal, mas num todo, o que faz a maior diferença no quanto suamos, ou no nosso odor, é o nosso estilo de vida e genética.

A maneira mais simples e segura de lidar com odor corporal indesejado é lavagens regulares com água e sabonete. No entanto, com a vida moderna e stressante, há menos tempo para duches ou banhos regulares e com o uso comum de tecidos que limitam o oxigénio como o poliéster e nylon, os desodorizantes tornaram-se parte do nosso dia-a-dia. Isto pode ser claramente visto nas vendas. Entre 1942 e 1957 o mercado de desodorizantes aumentou 600 vezes apenas nos EUA, e em 2014 representava uma indústria de 2 milhões de dólares.

O estilo de vida tem um papel importante na quantidade de transpiração produzida. As nossas vidas diárias são muito variadas, e isto significa que pomos os nossos corpos à prova com diferentes experiências e amoções.

Exercício Físico e Actividade

Algumas pessoas têm empregos com mais actividade física, como trabalhadores da construção civil ou desportistas, tendem a suar mais no dia-a-dia. Isto deve-se ao facto do movimento e actividade produzirem calor no corpo, que deve ser regulado pela resposta natural de arrefecimento - suar.

Outros experienciam transpiração intensa em períodos mais curtos de tempo, como durante o exercício físico ou uma sessão de dança enérgica.

Em ambos os casos, desodorizantes com base em pó podem ser aplicados sempre que necessário, mesmo na roupa ou sapatos, para te manter fresco, seco e confortável. Os absorventes licopódio em pó, carvão, caulim, trissilicato de magnésio e bicarbonato de sódio são bastante eficazes. Deixa que o teu corpo transpire onde precisa e pode ressecar; aplica em áreas onde há mais possibilidade de haver maus-cheiros, como por exemplo, axilas e pés. Estas áreas vão ficar secas e confortáveis. Conheces o teu corpo melhor que ninguém por isso decide onde aplicar e quantas vezes precisas de retocar para conseguires uma relação de amor duradoura com os bons cheiros.

Situações emocionais ou de stress

Em tempos de muito nervosismo, tal como um primeiro encontro ou entrevista de emprego, o teu corpo liberta adrenalina que, por sua vez, faz com que transpires. Para combater esta situação podes focar-te em produtos que absorvam o mais possível a transpiração.

Pós naturalmente absorventes, como o licopódio no The Greeench, ou o bicarbonato de sódio no trabalhador T'eo, fazem com que as bactérias produtoras de cheiros não tenham suor para degradar e, assim, não consigam libertar maus cheiros. Além disso, estes desodorizantes em pó têm fragrâncias funcionais que ajudam a combater o crescimento de bactérias, por isso podes aplicar um spray corporal depois de os aplicares para perfumar a tua pele. Se fores usar roupas escuras, The Guv'ner e o seu eficaz carvão é fantástico para absorver a transpiração e manter-te livre de manchas brancas.

Se o teu caso é mais sobre cheiros indesejáveis mas não tanto sobre transpirar em demasia, podes usar desodorizantes sólidos mais cremosos como o Aromaco ou Sunflower. Estes contêm infusão de hamamélis, que faz com que a humidade da pele se evapore, enquanto ingredientes antibacterianos poderosos como óleo de limão siciliano ou vinagre de camomila trabalham para limitar o crescimento bacteriano.

E pelos?

Depilar a cera ou lâmina na zona das axilas ajuda no crescimento bacteriano, pois estamos a remover o pelo que encoraja a que a humidade fique longe da pele. A pele depilada também precisa de mais cuidado e carinho. Uma barra desodorizante auto-conservada como Aromaco ou Sunflower vai deslizar facilmente na pele sem irritar. A infusão de amor-de-hortelão presente no Sunflower é anti-inflamatória, enquanto a refrescante hamamélis no Aromaco acalma a pele.

Da mesma forma, o pelo pode, potencialmente, reter mais humidade e criar um ambiente em que as bactérias conseguem crescer, especialmente se for mais encaracolado ou se forem muito juntos, como é muitas vezes o caso nas axilas ou virilhas. Lavar com regularidade é ótimo para combater a situação mas o estilo de vida rápido e ocupado pode fazer com que as glândulas apócrinas suem mais, causando assim mau odor. Usar desodorizante em pó ou pó sólido como o T'eo vai ser o método mais eficaz para cobrir cada pelo com produto desodorizante e que vai absover humidade. Um desodorizante em pó vai conseguir penetrar mais facilmente por entre o pelo que cobre a superfície da pele, absorvendo qualquer transpiração e levando óleos essenciais antibaterianos até à mesma.

Não te preocupes - qualquer que seja a tua situação, há um desodorizante para te dar o que precisas. Lembra-te que todos transpiramos de forma diferente - por isso experimenta e vê qual funciona melhor com o teu corpo.

 

 

Comentários (0)
0 Comentários
Conteúdo relacionado (1)

Produtos relacionados

1 artigo
Pó para pés
Pézinho frescos
7,95 €
60g