DESTACADO

Uma verdadeira obra de #BathArt

Artistas do séc. XXI não pintam com aguarelas. As suas ferramentas são fantásticos lustres e brilhos sem plásticos, cores vibrantes, desde os mais profundos metalizados até aos mais suaves pastel. Não é preciso cavalete e tela, mas sim um banho acabado de encher, transparente e incolor como vidro, na espectativa de uma explosão de bicarbonato de sódio.

 

Caso não tenhas ainda reparado, a #BathArt está aí para ficar. "O crescimento de plataformas sociais com foco na fotografia significa que podemos trocar experiências com a comunidade de pessoas que gosta de bombas de banho e quer partilhar as fotografias da sua experiência," diz o Diretor Digital da Lush e Inventor de Produto, Jack Constantine. "Quando percebemos que as pessoas estavam a usar a hashtag #BathArt, quisemos também juntar-nos à conversa e desafiar-nos a nós próprios a fazer apresentações visuais ainda mais espetaculares para todos."

A bomba de banho, uma bola de perfume, bicarbonato de sódio e óleos essenciais, criada originalmente em 1989 pela Co-Fundadora e Inventora de Produto, Mo Constantine. Nos anos seguintes, a bomba de banho evoluiu significativamente, tendo muitas e diversas formas.

O crescimento da arte de banho levou os inventores a tentar ir mais além e a ser inspirados por histórias através de aromas, como Jack explica, "a última gama gira à volta de contar histórias através de arte de banho. Exploram tópicos pouco usuais - a nova bomba de banho Metamorphosis, por exemplo, é inspirada em viagens e mudança. Começas com uma fragrância e uma camada negra, depois tens outra camada de diferentes cores e perfume. O perfume que encontras dentro chama-se Dawn (Alvorada) e emerge numa explosão de cores - rosas, laranjas, amarelos - que representam uma nova era."

Complexas narrativas de fragrância são imaginadas em tons e fragrâncias inesquecíveis. "São mais como peças que vivem numa galeria experimental," diz-nos Jack, "Metropolis, por exemplo, tem um centro claro que muda de cor quando toca na água - é muito como uma peça de arte, enquanto a Over and Over está meia coberta em manteiga de banho e por isso rola numa explosão de cor de rosa e neróli. Deixa-a cair na água e segue com a vida. Combinamos benefícios para a pele e humor, com arte visual que conta histórias."

"As bombas de banho foram sempre feitas com ingredientes que trazem benefícios à pele, mas também tentamos manter sempre o elemento de espetáculo, o que significa que cada experiência é única," explica Jack. "Experimentámos usar uma técnica de múltiplas camadas - colocando duas cores juntas e ver o que acontecia - e também desenvolvemos uma nova fórmula secreta, que nos permita criar espuma duradoura e colorida."

O desenvolvimento desta última, em particular, foi um claro avanço. "A camada de espuma cria uma tela na água do banho," diz Jack de forma entusiasta, "e isso significa que podes mostrar diversas cores. A minha formação é em design gráfico e por isso trabalho de forma bastante visual, tentando introduzir novas combinações de cores, brilhos e lustres. A superfície da água torna-se numa nova tela: uma camada de espuma por onde podes mostrar várias cores a surgir. Sentes-te quase como que a criar fogo-de-artifício."

Aumentando novamente a fasquia com as Jelly Bombs em 2017, os inventores combinaram cores vivas com ingredientes como o alginato de sódio, para satisfazer as necessidades da pele e trazer mais texturas ao teu banho de imersão. Estas caricatas Jelly Bombs também adicionam uma camada palpável à tua tela de #Bathart, o que significa que os nossos clientes podem explorar as propriedades gelatinosas do alginato de sódio na obsidiana Secret Arts, na sonhadora The Big Sleep e na cítrica Marmalade, enquanto desfrutas dos benefícios na pele. Jack explica: “O alginato de sódio provém da alga, e por isso mesmo suaviza. Quando o colocas na água, cria uma camada de gelatina; na realidade, suaviza a água, e acabas por ficar com uma pele super suave.” 

Os nossos clientes querem cada vez mais uma experiência que seja partilhável - uma que seja satisfatória e visual - e os smartphones dão aos amantes de banho a hipótese de captar os seus momentos favoritos. Toda a gente tem a oportunidade de ser fotógrafo e todos os espaços têm o potencial de ser uma galeria. Faz então sentido que enquanto anos de experimentação científica tenha levado ao desenvolvimento das imersivas experiências de banho, Jack mantenha a posição de que arte está sempre na frente de tudo o que a Lush faz. Ele explica que "Qualquer acto de criatividade é um acto expressão pessoal, tens de pôr alma e coração no que fazes e desafiar-te sempre a fazer ainda melhor.”

 

Comentários (0)
0 Comentários