DESTACADO

Regeneração premiada: a lista de nomeados do Lush Spring Prize 2018 é revelada

Projetos de regeneração dos quatro cantos do mundo estão na lista de nomeados para o Lush Spring Prize 2018.

Com mais de 300 candidaturas das quais 53 foram nomeadas para a fase final pela Ethical Consumer e pela Lush, os coorganizadores da segunda edição do Lush Spring Prize.

Os vencedores – que vão partilhar o pote de 200 mil libras – vão ser escolhidos por um painel de 12 especialistas independentes no campo da regeneração, incluindo permacultura, redes de eco-aldeias e soberania alimentar.

O Lush Spring Prize, um projeto feito em conjunto com a Ethical Consumer, celebra projetos de renovação social e ambiental de todo o mundo, premiando aqueles que combatem problemas causados pela humanidade, com soluções orgânicas e humanas.

Anna Clayton, da Ethical Consumer, diz: “O Spring Prize premeia projetos que desafiam as perceções sociais e que trabalham contra todas as probabilidades para curar, de facto, as paisagens a que pertencem. Não podemos ter sistemas degenerativos que levam mais do que podem dar.”

O Prémio de 200 mil libras destina-se a projetos internacionais de regeneração ambiental e social, que vão além da sustentabilidade, e que se distribuem em quatro categorias: Em Desenvolvimento, Projetos Jovens, Projetos Consagrados e Prémio Influência.

A lista de nomeados deste ano inclui o Project Planet Clean Up, Ecosystem Restoration Camps e African Biodiversity Network, tendo todos sido escolhidos pelas suas abordagens holísticas e regenerativas para ultrapassar desafios ambientais e/ou sociais que enfrentam no momento.

Os Ecosystem Restoration Camps, com base em Espanha, restauram terras degradadas, enquanto dá formação sobre restauro de ecossistemas, e foi um dos nomeados escolhidos para a categoria de Projeto Jovem.

O projeto Planet Clean Up cria ‘Madeira de plástico’ a partir de lixo plástico, o que não só ajuda a limpar o meio ambiente, como pode ser usado com material de construção leve e resistente à água, reduzindo assim a necessidade de abata de árvores. Este projeto está na lista final de nomeados para Projeto em Desenvolvimento.

Project Planet Clean Up

A African Biodiversity Network foi colocada na lista final dos nomeados para Prémio Influência devido aos seus esforços para empoderar comunidades indígenas locais, reavivar a diversidade biocultural africana, bem como reforçar os seus direitos, políticas e legislação.

O Lush Spring Prize foi lançado como projeto piloto em 2017. Desafia a ideia de que os sistemas degenerativos podem simplesmente continuar a esgotar fontes e explorar pessoas.

Devido ao seu estrondoso sucesso, voltou este ano como prémio anual, e na esperança de trazer ao público os movimentos regeneradores, inspirando mais pessoas, grupos e comunidades a tentar curar os seus ambientes danificados.

Os vencedores serão anunciados a 15 de Maio de 2018.

Mais informação, incluindo sobre MontBio, Indigenous Climate Action e La Via Campesina pode ser encontrada aqui
.

Para te manteres a par das nomeações deste ano, para mais informação sobre o painel de jurados, e para obter a informação mais atualizada sobre o Spring Prize, podes seguir por aqui.

Fotos (do topo): Sustainable Agriculture Tanzania; Project Planet Clean Up

Comentários (0)
0 Comentários