DESTACADO

Os Benefícios do Banho

Um banho de imersão pode melhorar o teu estado de espírito, acalmar a pele e aliviar condições de saúde comuns.

Nós conseguimos entender instintivamente os poderes curativos de um banho quente. Desde a nossa infância que a hora do banho serve de oportunidade para lavar todos os nossos problemas: a água quente atenua dores, o vapor alivia sintomas de constipações e, a um nível subconsciente, o flutuar e o estar na água é-nos reconfortante, pois remonta à sensação de estarmos no útero.

Crucialmente, tomar um banho de imersão dá-nos uma oportunidade cada vez mais rara de fazer uma pausa dentro das nossas vidas ocupadas. Esses preciosos minutos de paz e tempo sozinhos podem servir como um santuário no final de um dia agitado; como não é boa ideia usar um telemóvel ou tablet na banheira, um banho faz-nos recostar e relaxar, perder-nos em pensamentos, ouvir música ou ler um livro.

Num estudo de 2002, Neil Morris, psicólogo da Universidade de Wolverhampton, descobriu que um banho por dia melhora o nosso bem-estar psicológico. Referiu: “Houve uma descida significativa de sentimentos de pessimismo relativamente ao futuro, e um aumento hedónico, da sensação interna de prazer.” Outras pesquisas mostraram que o banho reduz os níveis da hormona do stress, o cortisol; e aumenta os níveis da hormona do bem-estar, a serotonina.

Há também evidências que o banho pode melhorar a nossa saúde física. A água quente pode ajudar o sistema imunitário a trabalhar mais efetivamente, melhorar o sono, e aliviar dores musculares ou crónicas. Em 2016, um estudo da Universidade de Loughborough, levado a cabo pelo Dr. Steve Faulkner, concluiu que um banho quente reduz picos de açúcar no sangue depois de comer, beneficiando as pessoas com diabetes tipo 2. Outro estudo do mesmo ano, da Universidade de Oregon, revelou que banhos quentes regulares dilatam os vasos sanguíneos, melhoram a circulação sanguínea, e reduzem a pressão arterial — tudo ligado à saúde cardiovascular. “Muitos povos acreditam nos benefícios de um banho quente, mas só muito recentemente a ciência começou a compreender como o calor passivo [por oposição ao calor e suor que produzimos ao treinar no ginásio] melhora a saúde,” explica Faulkner.

A História do Banho

Os Romanos da Antiguidade são reconhecidos pelos seus famosos banhos regulares para fins medicinais. Embora os banhos públicos fossem comuns nas cidades da Grécia Antiga, usualmente apenas apresentavam pequenas banheiras, lavatórios e bacias para pés. Os Romanos superaram-nos, construindo casas de banho públicas, chamadas termas (thermae), espalhadas por vilas e cidades do Império. Acreditavam que a limpeza era um aspeto vital da saúde e do fitness, e o banho público era uma atividade recreativa — as pessoas visitariam as termas para relaxar, socializar, recuperar, e até fazer negócios.

O banho também ocupa um papel principal na medicina tradicional chinesa. A China Antiga combinava-o com a medicina, usando flores ou ervas em água quente como tratamento terapêutico, e acreditava que o banho podia ajudar a restabelecer os níveis esgotados de Yin - a energia vinda da água, calmante e refrescante.

Na era Vitoriana, a ‘cura da água fria’ (essencialmente, tomar banhos frios) era vulgarmente receitada como forma de tirar dores, tratar insónias, ou melhorar uma saúde fraca. Em 1849, Charles Darwin afirmou que ele próprio ficou “absolutamente curado” relativamente a indisposições e vómitos, através da água de Malvern, o que envolvia repousar e esfregar o corpo diariamente na água de nascente, crendo-se ser a mais pura e cristalina de Inglaterra. Avançando para 2017, os atletas costumam tomar banhos gelados para ajudar a drenar o ácido lático que se acumula durante o exercício, auxiliando na sua recuperação.

Outros rituais de banho tradicionais, como o banho Turco hamam, o Japonês onsen e o Russo banya, continuam a inspirar os rituais dos spas modernos. O hamam, que vem desde o Império Otomano, consiste em relaxar numa sala de vapor previamente a que corpo seja massajado, esfregado e enxaguado com água fria. Qualquer vila da Turquia tem pelo menos um bairro hamam, e as cidades e resorts turísticos têm spas que oferecerem uma experiência hamam de luxo. Os banya Russos também se focam no vapor, seguido de esfoliação e um mergulho numa piscina fria — concebida para melhorar a circulação e o sistema imunitário, e aliviar stress e fadiga. Os banhos onsen continuam a fazer parte do turismo Japonês; estes banhos públicos são tradicionalmente ao ar livre e usam água quente de nascentes geotermicamente aquecidas. Acredita-se que estas águas têm poderes curativos devido ao seu alto teor em minerais — diz-se que uma boa imersão cura dores, problemas de pele e diabetes.

Toma Banho da Melhor Forma

Segundo os especialistas, a duração ideal de um banho será de 10 a 20 minutos. A temperatura da água deverá centrar-se entre os 32 e os 35 ºC — ou seja, quente, sem estar a escaldar — o que vai abrir os poros e encorajar o suor, libertando toxinas. Se a temperatura ultrapassar os 44 ºC, corres o risco de fazer subir a pressão arterial e escaldar a pele, retirando-lhe o seu manto ácido protetor, deixando-a, assim, pouco flexível, seca e com comichão.

O conceito Dinamarquês de hygge (pronunciado hu-ga) tem sido uma obsessão global nos últimos anos — e repousar num banho de imersão é uma das formas mais fáceis de incorporar essa sensação de conforto na tua vida diária. Esmigalha metade de uma espuma de banho debaixo da torneira, recosta-te e relaxa debaixo de um cobertor de bolhas; experimenta a The Comforter para uma espuma frutada e eleva o teu humor.

Combate as insónias com a ajuda da bomba de banho Twilight, que tem a fragrância calmante da lavanda, a qual foi formulada para ajudar ao sono. À medida que se dissolve, a água vai mudando de cor, desde os tons do pôr-do-sol até a um roxo escuro brilhante, reminiscente do céu noturno — enquanto o aroma de cumaru cheira mesmo a uma bebida que apetece antes de ires para a cama.

Os banhos com sal promovem o relaxamento e o detox, e há mesmo a evidência de que podem aliviar inflamações e lesões do desporto, bem como artrite, dores de costas, problemas de pele e constipações. A bomba de banho Big Blue tem sal marinho e algas arame, ricas em vitaminas e minerais, incluindo o iodo, que ajuda a regular o metabolismo. Os banhos com sal promovem o relaxamento e o detox, e há mesmo a evidência de que podem aliviar inflamações e lesões do desporto, bem como artrite, dores de costas, problemas de pele e constipações. A bomba de banho Big Blue tem sal marinho e algas arame, ricas em vitaminas e minerais, incluindo o iodo, que ajuda a regular o metabolismo.

Para acalmar pele seca ou sensível, inspira-te na Cleópatra — de acordo com a lenda, tomava banho em leite de burra — e experimenta o óleo de banho Ceridwen’s Cauldron para uma pele suave, o qual é composto por flocos de aveia e manteiga de cacau, para criar um banho cremoso e leitoso.

Por isso, quer queiras sentir-te calmo, limpo ou revigorado, tirar uns minutos do teu dia para um banho relaxante pode ser mesmo aquilo que médico recomendou.

 

Comentários (0)
0 Comentários
Conteúdo relacionado (3)

Produtos relacionados

3 artigos
The Comforter bubble bar
Banho de Espuma
Embrulha-te neste cobertor frutado
7,25 €
200g
Bomba de Banho
Leva as preocupações na maré
4,95 €
200g
Óleo de Banho
Pele mágicamente suavizada
6,95 €
80g