DESTACADO

O outro lado do sândalo

Talvez mais conhecido pelo seu aroma rico e doce, o sândalo tem um lado negro: contrabando, sequestros e intriga.

O sândalo é cobiçado há milénios, usado em rituais e preparações um pouco por toda a Ásia, onde é queimado para incenso. Também encontra o seu lugar em produtos para o consumidor final, tais como fragrâncias, cosméticos e aromatizantes.

A sua popularidade é forte na Índia, onde o sândalo Indiano (Santal album) é indígena. A árvore do sândalo é especial e cresce de forma parasítica, agarrando-se às raízes de várias plantas enquanto cresce. Normalmente, uma árvore de sândalo selvagem precisa de cerca de 25 anos para desenvolver o seu valioso cerne no centro do tronco, e consequentemente, tornar-se maduro para ser colhido. Com o seu valor crescente, é muitas vezes visto na Índia como um excelente investimento; tal como o ouro ou propriedades, nunca cairá.

Infelizmente, as reservas naturais de sândalo têm vindo a decrescer, sendo os esquemas de cultivo de sândalo na Índia poucos e muito espaçados.

Em 2004, para melhor perceber os problemas que o sândalo enfrentava, os Lush buyers viajaram até à Índia, Nova Caledónia, Vanuatu e Austrália. A sua jornada desenterrou a estória chocante de Veerappan, um contrabandista de sândalo e caçador de elefantes, conhecido por atos de violência, sequestros e assassinatos. Um dos resultados da viagem foi a criação da banda-desenhada On the Trail of Sandalwood Smugglers, que revela a natureza amarga do comércio de sândalo e chama a atenção para a complexidade e importância das cadeias de fornecimento.

Ao relembrar a viagem, Simon Constantine, head buyer, explicou: "Encontrámos fontes sustentáveis e éticas, mas sentimos que não era o suficiente. Precisávamos de encontrar uma maneira de despertar o interesse das pessoas pela fonte de matérias-primas. Como é que alguém como Veerappan pode operar num reino de terror por mais de 30 anos, fornecendo produtos para as empresas ocidentais de cosméticos, perfumes e aromatizantes, sem qualquer averiguação ou repugnância?”

“Num esforço para chamar mais atenção, pensámos em criar uma banda-desenhada que juntasse as peças desta estória, usando alguns produtos para a promover.”

Hoje em dia, o sândalo está presente por todas as gamas de produtos, sendo particularmente apreciado em produtos de cuidados de pele, pelas suas propriedades calmantes e antibacterianas. Também o encontras em perfumes, usado como nota de base e fixador (ajudar o perfume a aquecer e perdurar na pele). Asseguramos que até à última gota de sândalo adicionada aos nossos produtos e fragrâncias é proveniente de fontes sustentáveis de áreas como Nova Caledónia, tratando-se de árvores selvagens mas cuidadas de forma sustentável. Aqui, o governo local concede cotas para as colheitas a cada ano e as árvores muito novas são regularmente replantadas.

Haverão por aí muitos potenciais Veerappans, por várias cadeias de fornecimento, agindo pela sombra. Acender uma pequena luz por estes lados é uma forma esperançosa de expor a corrupção e modelos alternativos de negócio, garantindo que consegues comprar produtos sem surpresas desagradáveis.

Comentários (0)
0 Comentários
Conteúdo relacionado (0)

Produtos relacionados

0 artigos