DESTACADO

Apresentando o SLush Fund

Em Novembro de 2010, a motivação para começar o SLush Fund era simples: poderia a Lush começar a mover-se além de simplesmente comprar ingredientes de comércio justo e, ao invés disso, desenvolver parcerias de apoio com as comunidades que os produzem?

Mais de cinco anos depois, a resposta é um grande sim.

O funcionamento do Slush Fund é simples: a par com o valor gasto pela Lush em matéria-prima e embalagens a cada ano, é doado para este fundo até cerca de 1 milhão de libras. Este dinheiro é usado para começar do zero projetos de agricultura sustentável e projetos comunitários, alguns dos quais produzem e trabalham fantásticos ingredientes para os nossos produtos.

O SLush Fund tem por base os princípios fundamentais do movimento de Permacultura, um sistema de design natural que tem como foco o enriquecimento de ecossistemas locais, oferecendo também alternativas sustentáveis à agricultura convencional. Os 2.2 milhões de libras gastos até à data tem apoiado o desenvolvimento contínuo de 44 projetos em 21 países diferentes, seis dos quais produzem materiais que encontram depois até ao nosso Charity Pot: óleo de ylang ylang, óleo de acácia-branca, óleo de gerânio, aloé vera fresco, manteiga de karité e manteiga de cacau orgânica e de Comércio Justo.

Charity Pot

Apesar de ser uma iniciativa totalmente separada e distinta, o Charity Pot representa uma oportunidade adicional de apoiar as causas em que acreditamos. Cada cêntimo pago pelos clientes pelo Charity Pot, menos o IVA, é doado a causas cuidadosamente selecionadas, de direitos humanos, animais e ambientais.

Todos os que compram o Charity Pot apoiam automaticamente algumas destas iniciativas do SLush Fund - e ainda continuam a apoiar campanhas e iniciativas que fazem a diferença.

O SLush Fund e a permacultura

Os três princípios fundamentais da Permacultura estão no coração de cada iniciativa SLush: cuidado pela terra, cuidado pelas pessoas e partilha justa. Aqui, vamos ver três dessas iniciativas que ajudaram a produzir ingredientes que tornam o Charity Pot tão especial.

Inspirada por uma planta de aloé que havia crescido demasiado, Helen, co-fundadora da Lush, decidiu que queria trabalhar com folhas frescas. Cadi, coordenador do SLush Fund, juntou-se a Joseph Lentunyoi, Maasai praticante de permacultura, e começaram a trabalhar com mulheres cultivadoras de aloé na região árida da Laikipia, no Quénia.

O povo Maasai do Quénia é praticante de pastorícia. O pastoreio do gado é tradicionalmente feito pelos homens, que andam de local em local para encontrar pastos adequados, enquanto as mulheres e crianças ficam em casa. Quando a época da seca faz com que não haja vegetais disponíveis, a refeição tradicional consiste em leite azedo e sangue do gado. A esperança média de vida nas mulheres é de 45 anos. Em parceria com o Centro de Permacultura de Laikipia, a equipa SLush está a trabalhar com as mulheres para tornar mais verde a terra deserta, introduzindo plantas nutritivas, lado a lado com o aloé, para melhorar tanto a terra como a dieta das mesmas. A Lush compra as folhas frescas de aloé vera para o reformulado Charity Pot. As folhas chegam-nos inteiras e são cortadas frescas na nossa fábrica, de modo a extrair o gel. Fundos do SLush foram também canalizados para cercas, protegendo as plantas de aloé de serem pisadas por elefantes e camelos que habitam a área.

Lush Campaigns Presents: New Charity Pot

Projetos Slush Fund

Quando a Equipa de Compras se achou a braços com seis mil hectares na Floresta Tropical Peruana, a situação parecia bastante complicada. A floresta, gerida pelo especialista em Permacultura local, Limber Cabrera, estava num estado longe de perfeito - parcialmente eliminada, solo degradado e pouca vida selvagem. A melhor maneira de assegurar este pedaço de terra era comprar os direitos de concessão, mandar embora os madeireiros e regenerar a ecologia da floresta.

Mas como poderiam sustentar este projeto e passar a fase de caridade, ao ponto de se sustentar a si próprio? A resposta estaria, tudo correndo bem, nas árvores de pau-rosa, uma espécie ameaçada devido à desflorestação em massa. A partir de quase nada, Limber criou uma cadeia de fornecimento sustentável e rastreável de pau-rosa. Se te aventurares até esta parte da floresta hoje em dia, vais encontrar um unidade de destilação, usando apenas as árvores caídas naturalmente ou podadas.

No Instituto de Permacultura do Gana o cultivo de cogumelos e muitos outros projetos da comunidade, andam de mãos dadas com o óleo de acácia-branca, outro dos nosso emblemáticos ingredientes do Charity Pot. Neste projeto, o SLush conheceu um novo irmão: Paul Yeboah, o diretor da Rede de Permacultura do Gana, um devoto especialista em Permacultura, com a capacidade de devolver vida a terra degredada, voltando a dar colheitas muito necessárias. Os 24 hectares de terra ao largo de Techiman, Gana, eram caracterizados por uma deficiência crónica de fertilidade. Neste local, hoje rico em espécies agrícolas alimentares, bem como espaço de treino, cresce a acácia-branca, também conhecida por "Planta-milagre". Prensada para produzir um óleo leve e rico em antioxidantes, a acácia-branca também se encontra no nosso Charity Pot.

E então os tais cogumelos? No decorrer deste projeto, Paul passou por uma serração e teve uma epifania sobre o uso de serradura. Levou alguma consigo e tentou perceber como poderia usá-la para inocular e cultivar cogumelos, tornando assim desperdício em recurso. Os cogumelos geram hoje uma impressionante fonte de receita, bem como de alimento.

Apesar de poderes encontrar ingredientes provenientes de projetos do SLush Fund em vários produtos Lush, apenas o Charity Pot junta seis numa só loção. Usar ingredientes dos projetos SLush no nosso Charity Pot representa um passo importante, pois a Lush não fica um cêntimo das suas vendas - nem para cobrir os custos dos ingredientes. Compra um pote e podes ter a certeza de que o teu dinheiro é doado a projetos e causas que realmente podem fazer a diferença no nosso mundo.

"Ir buscar materiais ao Slush Fund é algo de extrema importância", diz-nos Simon Constantine, Perfumista-Chefe e parte da Equipa de Compras. "Quando compras Charity Pot tens ingredientes verdadeiramente bons e rastreáveis, e um pouco de cada um destes projetos", acrescenta Simon. "Compra e desfruta." 

Os 2.2 milhões de libras gastos até à data ajudaram a apoiar o crescimento contínuo de 44 projetos em 21 países diferentes.

Comentários (0)
0 Comentários
Conteúdo relacionado (0)

Produtos relacionados

0 artigos